Lavradores de Feitoria lança: “Três Bagos” e “Três Bagos Sauvignon Blanc” de 2016

“Três Bagos” e “Três Bagos Sauvignon Blanc”: 2016 assina dueto de brancos da Lavradores de Feitoria

‘Três Bagos’ e ‘Três Bagos Sauvignon Blanc’: sobejamente conhecido, este dueto de brancos da duriense Lavradores de Feitoria está já disponível na “versão” 2016. Dois vinhos que se complementam na “fórmula” – vinho de lote versus monocasta; castas típicas do Douro versus casta estrangeira – e na “forma” como podem enfrentar os desafios do Verão, estando a altura de momentos a solo, para refrescar do calor típico desta época, ou de uma mesa recheada de iguarias a preceito.

Duas referências conhecidas pela elegância, equilíbrio em boca e potencial de guarda em garrafa. Três características que definem a gama ‘Três Bagos’, cujo estágio em madeira não é muito prolongado a fim de manter viva a fruta determina o carácter das castas.

Três Bagos Branco 2016

Sucessor do ‘Três Bagos branco 2015,  a colheita de 2016 volta a resultar do lote de Viosinho, Gouveio e Rabigato – as castas brancas mais típicas do Douro –, com uvas de vinhas com 25 e 30 anos, das diferentes quintas dos produtores que compõem a Lavradores de Feitoria. Após a colheita e a selecção das uvas, 80% vinifica e estagia em inox, enquanto 20% é submetido aos processos de vinificação em barricas de carvalho francês novas, onde é também feito o estágio, durante cerca de 6 meses. No nariz, a fruta é intensa, a sobressair o ananás, a pêra e os citrinos, o que lhe confere a mineralidade e a frescura que garantem uma boa evolução em garrafa. Na boca, comprova-se a frescura e a riqueza da fruta, associada a algumas especiarias. Com uma acidez equilibrada, é um branco ‘todo-o-terreno’ na harmonização.

Três Bagos Sauvignon Blanc Branco 2016

‘Três Bagos Sauvignon Blanc’: o nome não deixa dúvidas; estamos perante um monocasta. Um branco cujas uvas têm origem em apenas uma vinha, Valinhas, pertença da Casa de Mateus, em Vila Real. Este é o único ‘Três Bagos’ cuja origem das uvas não é das diferentes quintas da Lavradores de Feitoria, localizadas ao longo das três sub-regiões (Baixo Corgo, Cima Corgo e Douro Superior). Um branco exuberante, frutado e fresco no nariz, com aromas intrínsecos à casta: tropicais a lembrar manga, maracujá e ananás. O estágio de 4/5 meses em barricas de carvalho francês novas confere-lhe estrutura; a presença do ananás, uma boa acidez e um final equilibrado e persistente.

 

INFORMAÇÃO TÉCNICA

 

Três Bagos Branco 2016

DOC Douro

PVP: €6,50

Álcool: 13,0%

Acidez Total: 5,40 g/l

pH: 3,28

 

 

 

Três Bagos Sauvignon Blanc Branco 2016

Regional Duriense

PVP: €9,50

Álcool: 12,5%

Acidez Total: 5,68 g/l

pH: 3,35

SHARE IT:

Comments are closed.